Resenha: Caçadores de Almas - Segredos e maldições

Genteeeeeeeee! Estou em órbita ainda com esse livro. Só tenho uma coisa a dizer... "Lefe Lorat Gretto Bia", por ter me presenteado com esse livro incrível. *o* (E vocês só irão saber o que eu quis dizer nessa frase lendo o livro haha)



Ta bom, eu sei que vocês não entenderam, mas tenho certeza que a autora do livro gostou. Se você quer entender o que eu quis dizer, basta embarcar nessa aventura demoníaca que você encontra no mais novo livro da autora Ana Beatriz Brandão, chamado "Caçadores de Almas".

O livro conta de um jeito sombrio a vida de Serena. Uma menina até então comum, se não fosse os fatos que irão acontecer com ela. Ela namora Alex, que não se dava muito bem com sua melhor amiga Briana. Os três resolvem sair juntos para assistir a estréia de um filme de terror na cidade (Sim, Briana ficou de vela). Mas o engraçado é que nos momentos que deveriam ser aterrorizantes, Serena não sente medo algum. Pelo contrário, ela ri. Diz que nada disso pode um dia existir e que não gostou nada do filme.


Até aqui tudo bem. Mas ao sair do cinema e chegar em sua casa, ela começa a receber alguns bilhetes misteriosos, que ela acaba imaginando ser de sua irmã tentando pregar uma peça nela. E ela foi descobrir a verdade tarde demais.

"Estamos vigiando você"

Os acontecimentos seguintes são surpreendentes, aterrorizantes e macabros. Um ritual abre as portas da sua imaginação, te levando a fazer um juramento e querer se tornar um caçador. Ele é um livro misterioso, mas ao mesmo tempo tem suas cenas engraçadas. A própria Serena consegue nos fazer rir, mesmo com tudo o que acontece com ela.



Não podia deixar de comentar sobre a edição desse novo livro da Ana. Gente, está DIVINO! Um acabamento perfeito, e sem contar que a capa ARRASOU! 

Mas vocês devem estar se perguntando se tem romance. E sim, claro que tem. Precisa ter. E percebi em seu livro anterior, "Sombra de Anjo" (Para ler a resenha dele clique aqui), que a autora tem uma certa habilidade quando se trata de casais. E eu amei esse novo casal que ela criou. *-*

Agora vamos falar dele. Seu nome é Dorian, ele tem olhos azuis e cabelos pretos. RG, CPF, celular e endereço não foram fornecidos pela autora... (Brincadeira) Aquele tipo de personagem apaixonante, mesmo com sua maldição. Pois é, nada é perfeito. Dorian é o líder dos Caçadores de almas, e após terem resgatado Serena de um ritual, decidem ficar com ela por uma motivo que não devo contar para deixar a leitura de vocês mais prazerosa. E vocês já sabem o que acontece quando deixam uma única garota no meio de tantos homens de diversas idades, dedicados a caçar almas e demônios que vagam pela terra. Eles vivem uma grande aventura ao lado de Serena e grandes surpresas irão acontecer.

Dorian foi amaldiçoado a mais de mil anos, e até então, nunca se preocupou em tentar descobrir uma forma de quebrá-la. Se permitiu conviver com ela. Até conhcer Serena. E sua vida mudar drasticamente. Mas essa sua maldição o impede de falar. E seu rosto nunca nunca foi visto pelos outros caçadores, pois ele fazia questão de escondê-lo por baixo de sua capa de caçador. O que só o deixava mais misterioso e atraente. E pude perceber que os rapazes acabam se parecendo com Dorian. Sim, pois faz gestos com a cabeça em negação ou em confimarção quando tem alguma garota tagarelando em seu ouvido. Sim, existe Dorians por aí hahaha :P (Quando lerem irão entender a ironia e a comparação)

Bom, só tenho que agradecer a Ana pelo livro e pela oportunidade de resenhar outro lançamento seu e por acreditar em meu trabalho para ajudar na sua divulgação. Obrigada por ser essa autora maravilhosa e talentosa. E continue escrevendo, quero a continuação logooooooo.



Classificação: 4/5

Espero que tenham se divertido com as minhas zoeiras na resenha de hoje e se atraído pelo livro. Deixem suas opiniões aqui nos comentários que eu adorarei responder. ♥

BEIJOS DA JÚ

Lançamentos de Julho/2015 da Editora Novo Conceito

Heeey Leitores, tudo bom? 

Essa publicação está mega atrasada, mas por que meu celular quebrou e agora não tenho como postar no blog diariamente. Então como isso tem me atrapalhado bastante, acabei deixando pra lhes mostrar hoje os lançamentos da Editora Novo Conceito de Julho. 

Os livros infelizmente não chegaram em minhas mãos ainda para que eu possa resenhá-los, quem sabe em breve vocês já poderão encontrar a resenha aqui caso eles cheguem essa semana.

Os lançamentos estão incríveis e imperdíveis. Vou deixar as sinopses e as capas de cada um aqui em baixo e quero saber quais vocês já leram e quais se interessaram mais :)



Então é isso. Deixe seus comentários e em breve noticias sobre a minha maratona literária e as resenhas dos livros que já terminei :D 

Beijos da Jú

{Resenha} A Torre - Coleção Steven James


Olá, leitores!

Hoje trago mai uma resenha para vocês. 

O livro lido foi A Torre, da Coleção Steven James. Esse é o segundo livro dessa coleção, que conta a história do agente do FBI Patrick Bowers. O primeiro livro foi O peão, que já li, me empolguei e fiz resenha escrita e em vídeo no meu blog. 

Me empolguei muito mesmo, pois adoro história policial. Mas o segundo livro me deixou um pouco entediada.....achei que o autor ficou enrolando muito com certos assuntos. Mas vamos a resenha!


Eis a história:

Enquanto investiga uma série de incêndios misteriosos em San Diego, o agente especial do FBI Patrick Bowers é arrastado para uma teia mortal de intrigas, em que a realidade por trás das aparências é mais que surpreendente.
Com um assassino à solta e um dos dispositivos mais mortais do mundo desaparecido de uma área de pesquisa altamente secreta da Marinha, Bowers é pego em uma corrida contra o tempo para deter uma armadilha criminosa antes que ela se feche em torno das pessoas que ele ama. As aventuras de Patrick Bowers ao longo de cinco livros nos levam por um mundo de violência psicopata. Com uma inteligência acima da média, o agente especial do FBI chega, nessa série, ao limite de suas capacidades, enfrentando criminosos cada vez mais habilidosos.

Bom.....em O peão ficamos conhecendo um pouco sobre Patrick, a perda da esposa, seu relacionamento conturbado com a enteada adolescente, Tessa. Ele acaba se envolvendo demais na investigação de um assassino serial e Tessa, sua enteada também. A história é eletrizante!

No livro 2 as coisas já não são bem assim #sorry

Pat está de novo numa investigação. E de novo Tessa está com ele (essas partes de Tessa com ele durante uma investigação do FBI não me "descem" muito bem). Dessa vez estão atrás de um incendiário. A agente Lien-hua também é parceira dele nessa missão. O "relacionamento" dos dois dá uma "prosperada" mas a passos bem lentos e isso me deixa entediada..... kkkkkkkk. Fica aquele chove-mão-molha....mas poxa, os dois são bem adultos, né?

Também achei algumas explicações meio didáticas demais, sobre o que eles estavam investigando. Parecia uma coisa muito perigosa, mas que a meu ver não parecia muito verdadeira....A enteada Tessa me irritou mais nesse livro do que no anterior. Embora tenha perdido a mãe e Pat não seja seu pai biológico, ela não tem mais ninguém no mundo. Então acho que ela deveria ser um pouco grata a ele por cuidar dela. Mas não, fica naquela saga-adolescente-mimada-irritada-rebelde sem causa.....

E também acho que com quase 18 anos ela não tem quase maturidade nenhuma....nossa, parece uma criança mesmo....E tudo que faz acaba tendo consequências. O rolo em que ela se envolve nesse livro seria spoiler, se eu contar...ehehehehe....então não vou.....mas é de matar a "inocência" dela!


Talvez vocês achem que eu odiei o livro! Até que nem!......Gostei, mas não tanto quanto o primeiro, que me envolveu completamente. Daí acho que criei muitas expectativas para esse!

Acho que é a "saga do livro 2"....a maioria dos segundos livros me irritam profundamente, sei lá....parecem que são histórias para "encher linguiça"..... 

Enfim, para mim uma história policial deve ter um ritmo vertiginoso, ser uma montanha russa de emoções, ter um vai e vem de histórias e acontecimentos que te deixam louca para virar a próxima página. Isso não aconteceu nesse, mas como a série Steven James é super elogiada e eu curti muito o anterior , para mim está no 0 x 0. Vou procurar o terceiro livro para ter o desempate.



A parte triste é que são livros bem carinhos (na faixa de 50 dinheiros). Um eu comprei na Estante Virtual (mesmo assim foi caro) e o outro eu comprei na livraria. Agora vou ver como vou comprar ou trocar o terceiro.

Um grande beijo e me contem, vocês curtem histórias policiais?

Renata



Resenha: O Álbum

Heeey leitores, tudo bem com vocês??
Hoje quero compartilhar com vocês a resenha desse livro incrível e ROMÂNTICO que recebi da Editora Novo Conceito.

Título original: Forever Friday
Autor: Timothy Lewis
Número de páginas: 237



Sinopse: " O álbum, de Timothy Lewis, conta uma linda história de amor, de um casal que manteve a chama da paixão acessa até seus últimos dias. Gabe enviava cartões apaixonados para sua grande, e eterna amada, Pearl. Cada cartão possui um poema com verdades preciosas de quem viveu um sonho.  Adam Colby, negociante de objetos usados, ele acabara de sair de um casamento que acreditava ser para sempre, mas acabou mais rápido do que imaginara. Depois da morte dos Alexander, fora contratado para distribuir os pertences destes entre os parentes. Acostumado com isso, ele aprendeu a filtrar as grandes histórias de amor que através dele passara, e buscava uma forma de encontrar o erro que devastara seu coração. "


1926 - Gabe perdera seu pai aos 15 anos, e convencera a mãe a alugar o rancho e se mudar para a cidade. Começou a trabalhar numa peixaria, e com poucos meses de trabalho perdera sua mãe. Gabe já se envolveu com várias mulheres, mas no final, todas queriam a mesma coisa, e não era o que ele queira. Mas um dia, como se para perturbar o equilíbrio da sua vida, Gabe conhece uma linda, e doce dama.

Pearl é uma professora encantadora. Nada muito interessante ocorre em sua vida, até um dia ir a procura de ostras  numa peixaria e conhecer um rapaz que lhe chama bastante atenção. Por ser  noiva, não lhe dá muita atenção, mas sai dali com a presença dos olhos dele sobre sua pessoa.

Já em 2006 Adam está  cuidando dos objetos a serem vendidos dos Alexander, já que ele trabalha com a venda de objetos usados, quando em uma de suas buscas pela casa ele encontra um álbum, empoeirado numa das prateleiras de uma estante. Ao abrir o álbum ele percebe uma vida inteira de amor, que é desconhecido por ele. Já que não há muito ele saiu ferido de um casamento, que para ele duraria uma vida inteira, mas não foi como ocorreu. Ainda sente que não fez muito pelo seu casamento.

Yevette acompanhou o casal até o último dia de suas vidas. Ela no entanto, sabe exatamente de que Adam precisa para descobrir mais sobre os cartões postais. Mas ela não irá explica-lo assim tão facilmente. Os dois terão ainda muito o que aprender e compartilhar juntos. Aprenderam o verdadeiro significado de lutar por aquilo que deseja.
  
Uma história baseada nos tios-avós do autor, O Álbum consegue ir além dos livros de romance que estamos acostumados a ler hoje em dia. Ele é narrado entre passado e futuro e não nos perdemos no tempo, apenas sentimos a necessidade de terminá-lo e de encontrar um amor tão vivo quanto o que eles nos remete.

Este livro irá te mostrar o verdadeiro significado do amor e ate onde podemos ir por ele. Se prepare para sorrir e chorar do início ao fim.


O Álbum tem um modo diferenciado de contar o amor, ele liga 4 vidas, em décadas diferentes. Será que o amor dos Alexander irá ajudar Gabe a resolver seus problemas amorosos ?



Descubra isso e muito mais sobre essa linda história lendo o novo lançamento da Editora Novo Conceito, O Álbum *-*

Beijos da Jú ❤

Resenha: O doador de memórias- Livro 1

Jonas é um menino que nasceu e vive em uma sociedade onde os sentimentos não existem, onde tudo é organizado como toda a distopia.


Essa sociedade, dividia seus membros por idade. Ex: grupo dos três (Crianças de 3 anos), grupo dos nove (Crianças de 9 anos) e sucessivamente. Quando as crianças chegam aos doze anos, elas recebem sua atribuição, ou seja descobrem qual carreira vão exercer na comunidade durante toda sua vida adulta, até chegar a hora de ir à casa dos idosos (Local onde eram enviados os idosos sem filhos).

Jonas não faz ideia de qual seria a escolha do comitê. Preocupado com sua atribuição, ele não imagina que seu atributo não chega nem perto dos seus piores medos.

Ele é nomeado como o novo Recebedor, o responsável por guardar todas as memórias do passado, sejam elas boas ou ruins.

Mesmo estando assustado com sua atribuição, ele irá começar seus treinamento com muita empolgação, e o Doador que até então era o Recebedor, colabora muito para que Jonas se dê bem. Só o que ele não esperava, era descobrir um mundo totalmente diferente do que ele estava acostumado, com cores e sentimentos que até então ele não sabia que existia, mas também acaba descobrindo e conhecendo o que é dor, guerra, fome e maldade.
Conforme Jonas vai recebendo as memórias do Doador, ele apenas recebe a nossa realidade, pois todo mal que ele está conhecendo é nada menos que o mundo em que vivemos. E quem não queria ter toda a maldade e pobreza do planeta apagada da memória?

* * *
Por ser um livro curto a leitura flui bem rápida. Com capítulos curtos, que te estimula a querer ler "só mais um capítulo". Ele também é narrado em primeira pessoa, e podemos saber dos acontecimentos pelo ponto de vista do próprio Jonas. Adorei a escrita da autora. A compreensão da história é plena e não te permite fazer confusão no decorrer da leitura.

Apenas o final do livro não me agradou. A autora deixou meio incompleto e um pouco sem nexo. O doador de memórias possui uma continuação, mas ainda não sei se vou querer continuar.

Classificação: *** (3/5)

E aí já leu? Deixe seu comentário, ficarei mega feliz! :D

Beijos e até a próxima :)

Resenha - Toque de Coragem {Harlequin Books}


Olá, leitores!

Conforme eu havia falado (há alguns posts atrás) meio que me viciei nesses livrinhos. É que é uma leitura relativamente rápida e fofa. Para quem não viu minha resenha de Coração de Pedra, é só clicar aqui!

Toque de Coragem traz a história de Wulfgar e Anwyn. Ele é um viking que vive o momento e só pensa em navegar em busca de glórias. Ela é uma jovem viúva que precisa da proteção de um homem para proteger o patrimônio de seu filho.


Esse livrinho da Harlequim Históricos é do período Medieval e eu achei que fosse ser bem chato, eu confesso! Histórias de vikings poderiam ser românticas? para mim ia ter muita violência a sangue jorrando para todo o lado.....As histórias de vikings que vi até hoje sempre tem mortes horríveis e guerras. Essa tem um pouco disse também, mas também tem muito romance ♥♥♥

Lady Anwyn é a senhora de seu castelo. Ela é viúva e bastante jovem. Seu pai e irmão já querem forçá-la em um novo casamento, para aumentar ainda mais as riquezas da família. Como seu casamento anterior também foi sem amor, por pura imposição da família, com um marido totalmente bruto e bem mais velho do que ela, Anwyn tentar pensar numa solução para "esse problema", pois ela bem sabe que de fato precisa da proteção de um homem....

Fico imaginando como era a vida da mulher desses tempos....Imagina, ser um objeto de negociação entre os homens? Servir apenas para procrciação como se fosse qualquer outro animal irracional? Possivelmente seria preferível a morte.....Mas ela tem um filho, a única coisa boa que sobrou de seu fracassado casamento. Então precisa fazer de tudo para proteger o patrimônio que um dia será dele.

E aí que entra o odiado viking. Quando os guerreiros chegam em suas terras, ela acaba por fazer um infalível acordo com Wulfgar. E então eles se casam, em princípio por dinheiro. Logo Wulfgar irá partir e ela poderá ter a paz que sempre quis. Mas nesses livrinhos as coisas nunca saem como planejado, né?

Óbvio que lemos imaginando o final feliz, mas como ele se desenrola até lá que é interessante. O mais engraçado é que sem querer acabei comprando junto o livro que conta a história do pai e da mãe de Wulfgar. E é sobre ele que vou contar para vocês na próxima resenha!

   
Comentem o que acharam!
Eu tinha o maior preconceito com esses livrinhos da Harlequim, mas depois que você se acostuma a ler histórias de amor e aventuras tão leves, você vicia! Eu viciei!

Vou adorar saber a opinião de vocês!

Beijos, Renata

Resenha: Tocando as estrelas

"Como se algum dia as pessoas pudessem saber meu nome, até me reconhecer. Eu não seria a pequena Paige, a tampinha que nasceu no antros dos Townsen. Seria Paige Townsen: a primeira e única. Uma sensação de possibilidade. A sensação de que "aqui e agora", tudo poderia acontecer".

Paige Townsen é uma garota de 17 anos comum, cursando o último ano do ensino médio. Com uma família grande, a mais nova de quatro irmãos. Seus dois irmãos normais e uma irmã que já é mãe. E seus dois amigos inseparáveis, eles são o trio, Jake com uma obsessão por protestos e tudo que envolve o meio ambiente e Cassandra com seu amor e obsessão por livros e astros de cinema.
Paige que ser atriz, mais nunca teve a chance de grandes papeis, pois sua cidade poucos testes são feitos, por isso ela nunca teve oportunidade. Apenas fez peças de teatro na escola e em sua cidade, mas nada muito grandioso.

Até que surge a chance de fazer um teste para uma adaptação de Locked (uma trilogia muito conhecida que já teve dois volumes lançados e que bombou). Convencida pela sua amiga Cassandra louca por livros - que sempre comentou com a Paige sobre os personagens mas Paige só gosta de ler roteiros - ela decide ir fazer o teste.

Ela passa no teste, e então viaja sozinha para o Havaí e começa a gravar a série de sucesso baseada nos livros publicados. Tudo que ela sonhou está se realizando!

O livro publicado conta a história de uma menina chamada August que viaja de avião com seus namorado e o melhor amigo do namorado, e no decorrer da trama o avião cai, e o namorado some e August se apaixona pelo melhor amigo...


Paige é uma garota bem simples que não está acostumada com a fama. Ela se vê perdida, porém quando começa uma amizade com Rainer, que é um ator famoso e muito extrovertido ela fica contente e começa a gostar dele. Dado toda a aproximação entre eles, Paige acaba nutrindo sentimentos por ele além das telas de cinema.
Paige ainda está entendendo o que é ser atriz com um papel super importante, mas Rainer a ajuda e está sempre sendo brincalhão e carinhoso. 

Paige está passando por uma fase difícil e acaba se afastando dos seus amigos, Jake e Cassandra.

Tudo muda quando Jordan é aprovado para fazer o papel de namorado da August, ele e Rainer não se entendem e já tiveram desentendimentos no passado.
Com ele, ela começa a se concentrar melhor e dar o seu melhor. Porém Jordan não fala com ela, e é sempre grosso e arrogante, ele nem tenta se aproximar.
Paige se vê indecisa, começa a nutrir sentimentos pelo Jordan. Por fim ela quer saber o por quê dele a tratar dessa forma e quer saber sobre a vida dele.

 "Ele acomoda minha cabeça em seu peito e me abraça bem apertado. Não sei explicar direito, mas, no instante seguinte, eu me sinto completamente entregue".

A mídia não a deixa sossegada quer saber de cada detalhe de sua vida privada. E como fazer para não atrapalhar sua carreira? O que fazer para não misturar o cinema com a vida real? E como tomar uma decisão entre os dois sem ter certeza?
Paige precisa tomar uma decisão ou tudo o que ela sonhou e está vivendo pode ir por água abaixo. 

"Essa é uma verdade sobre o sucesso. Muita coisa muda, mas nem tudo. Você ainda tem dias de cabelo ruim. Amizades que se desfizeram não serão reparadas milagrosamente. E pessoas que não amavam você antes continuarão a não amar. Uma coisa que o sucesso não muda, não importa a que nível você chegue, são as coisas que já viraram passado".

****
Em tocando as estrelas, acompanhamos toda a trajetória de atriz, e as mudanças na vida da Paige, desde seus horários, tempo que precisa estar no set, figurino, entrevistas e tudo que ocorre nos bastidores.
Achei super interessante, é como se tivéssemos assistindo um filme e conhecendo mais a fundo os atores e tudo nos bastidores ao mesmo tempo.

No começo da leitura não estava com expectativas altas para com o livro, porém a história me envolveu completamente (não foi atoa que comecei a ler e terminei em um único dia rs). É uma leitura bem leve, e ótima para passar o tempo, pois não é um livro extenso e você não se cansa de ler.

É narrado em primeira pessoa, pela Paige mas não gostei muito ela é muito insegura, tem medo e se coloca muito lá em baixo, acho que ela deveria confiar e acreditar mais nela mesma. É aceitável porque ela está em fase de transição. 

O Jordan é um personagem meio bad boy com uma fama bem ruim e complicada, mas nem tudo é como nós vemos, então você vai se surpreender com ele.

O Rainer é um fofo, sempre feliz e passa uma grande autoconfiança. Admito que fiquei com um pé atrás no começo com ele, mas se mostrou um perfeito romântico e cavalheiro.

Apesar de ter um pouco do clichê, triangulo amoroso, não é nada muito forte e dar para ler até o fim sem se incomodar com isso.

A história vai se desenrolando junto com o filme gravado e nos leva a bons momentos no Havaí, a autora não poderia ter escolhido cenário melhor! :)

Tocando as estrelas foi uma leitura que gostei muito. Algo leve, fofo e divertido. E fiquei curiosa de como será os próximos livros. Recomendo para todos que gostam de um romance leve, calmo e com uma pintada de diversão!

Obrigada minha grande amiga Juliana por esse livro e por ter me dado a chance de resenhá-lo no blog eu amei de coração :) 

Obrigada beijos e até a próxima <3

- Lili

{TBR} Maratona literária de férias 2015!

Qual leitor não ama quando chega as férias para colocar as leituras em dia, não é? Pois é, eu ainda não estou, entrarei de férias dia 20 mas já organizei todos os livros que eu quero concluir até o dia 3 de agosto.


Minha política de escolha foi bem simples. Escolher os 10 livros que estão a mais tempo na estante esperando para serem lidos. E olha só, tenho quase 20 para por em dia!



Estou bem animada e ansiosa para começar e por fim a esse número enorme de livros parados que eu tenho devido ao meu curso que começou esse ano. Não deixe de seguir o instagram do blog e curtir a pagina no Facebook para poder acompanhar o meu desempenho.


Espero por vocês lá ❤



Crítica: Cidades de Papel - O Filme

Heeey gente! Tudo bem?
Eu tive a oportunidade de assistir "Cidades de Papel" ontem e quero compartilhar com vocês a minha visão sobre ele. Lembrando que essa postagem pode conter spoilers.



Como todas as outras adaptações que nos decepcionaram, com Cidades de Papel não poderia ser diferente. Sou muito fã do John Green como pessoa e de seus livros, mas sabendo que poderia haver decepções, eu fui mega ansiosa e esperançosa sobre o desempenho do filme e acabei encontrando um filme com mudanças e vários cortes.


O filme em si ficou muito bom, a escolha do elenco nem se fala, mas o filme... Poderiam ter explorado mais. Abaixo, estão algumas coisas que eu senti muita falta na adaptação:


  • A cena que eu mais estava esperando, que era a grande noite de Margo e Quentin foi cortada, alterada e deixou àqueles que ainda não leram o livro muito confusos. Pelo menos foi o que eu achei.
  • Os mistérios deixados por Margo foram resolvidos como mágica barata. Não houve o momento em que Q encontra o esmalte dela, que era dos dos detalhes mais intrigantes no livro, por saber que Margo realmente esteve naquele lugar antes.
  •  O pior foi não ter visto o Quentin receber seu carro e acabar tendo a sensação de que os outros personagens eram apenas figurantes na obra.
Mas deixando de lado os pontos negativos um pouco, houve sim momentos de altas risadas e uma surpresa que ninguém suspeitava. E QUE SURPRESA! Ninguém mais, ninguém menos que... ANSEL ELGORT fizeram o público pular e gritar por menos de dois minutos na sala de cinema. Foi o momento em que todos foram ao delírio, porque né? Haha ❤


Como uma grande fã do autor, depositei todo minha confiança nessa adaptação, confiando que teria chance de acontecer o mesmo que "A culpa é das estrelas", onde houve mudanças mas nao tiraram a essência da história. Se é que me entendem. Decepções a parte, mas nada que Ansel Elgort não resolva (brincadeira ♡.♡). Mesmo com tudo isso, é uma ótima dica para o final de semana com os amigos e família. Nao deixem de assistir por esses motivos e tirem suas próprias conclusões. Adorarei saber a opinião de vocês sobre o filme.


Mesmo se decepcionando, devemos lembrar que não são todos os nossos livros favoritos que ganham adaptações, o importante é saber aproveitar com criticas positivas ou não. :)


Desejo um ótimo filme para quem for assistir e voltem sempre, beijos ❤

Resenha: O outro lado da memória

Luiza é uma jovem de 18 anos. Construiu uma grande amizade com Carol e Julia e seus namorados Pedro e Lucas, do time de basquete da escola.
Era um dia de aula como todos os outros, se não fosse a chegada do novo aluno no colégio, seu nome é Arthur e assim que chega, desperta olhares e já se torna o capitão do time de basquete.


A chegada de Arthur não alegrou a todos, Luiza junto ao seu preconceito com os alunos que gostam de chamar atenção, julga Arthur com todos os seus argumentos. E sem saber, ele aparece atrás dela e ouve tudo.
Arthur decide resolver esse mal entendido cara a cara com Luiza. Ele a puxa pelo braço para dentro do almoxarifado para pedir que ela não o insultasse mais, e é nesse momento que o zelador aparece e os manda direto para a diretora. O resultado não poderia ser outro: detenção. Limpar uma hora por dia, três vezes por semana o auditório, a quadra e o laboratório de ciências.
Que maneira ótima para se conhecer melhor!
Agora Luiza tinha tempo de sobra para descobrir se Arthur era mesmo como ela imaginava. Entretanto ela guarda uma grande decepção amorosa no coração. Um amor que causou muita dor e que hoje a faz sentir medo de tudo. E o pior de tudo, é descobrir que o causador desse sofrimento voltou para a escola depois de dois anos após o ocorrido.

***
O outro lado da memória é um livro rápido e fofo. Me encantei e me identifiquei com os personagens. Ele também consegue ser divertido e te segura para descobrir o que aconteceu para deixar a Luiza com medo de ser feliz.

As últimas páginas (quando eles estão vendo o álbum de fotos), foram as que me tiraram do chão e me fizeram dar voltas pelo quarto tentando descobrir o por quê daquilo.

Um erro ou outro foi encontrado, mas nada que atrapalhasse a leitura. Achei também que a história se repetia muito quando Luiza contava seus momentos com Arthur para suas amigas, deixando um pouco cansativo, porém, não há como você abandona-lo. A história é incrível e cativante. Todos irão querer um amor como este!

Os autores nacionais estão arrasando! Vale a pena conferir :)


Beijos e até ❤

John Green no Brasil!


Heeey gente! Tudo bom? Essa postagem está atrasada, mas queria compartilhar com vocês o meu sentimento de dever cumprido após ter tido a chance de conhecer meu autor favorito, John Green. Ele esteve aqui no Brasil para divulgação do seu mais novo filme que foi lançado no cinema dia 09 de Julho de 2015, Cidades de Papel. E no dia 1 de Julho, aconteceu no Centro do Rio de Janeiro a Premier do filme, onde John chegaria ás 20:00 para conhecer os fãs que foram ate o local prestigia-lo.

Até o dia anterior, eu não iria comparecer ao evento, mas graças a Deus deu tudo certo e fui após o meu curso junto a resenhista aqui do blog e companheira de curso, Lilia Alves. Por não saber que iríamos, não levamos os livros para o John autografar e nem uma câmera boa. Com isso, acabamos conseguindo os autógrafos, mas no caderno do curso e a oportunidade de falar com John. Isso não tirou a graça da noite. Foi mágico e emocionante. John foi um amor com os leitores e deu atenção máxima para todos que estavam ao seu alcance. E me sinto muito emocionada por ter feito parte desse grupo que conseguiu a sua atenção. 


Cinema Odeon localizado no centro do Rio

A falta de câmera me impediu de tirar uma foto junto ao John, mas esse autógrafo, em um caderno qualquer será uma lembrança muito especial e que valeu muito a pena. O caminho percorrido até o local do evento me proporcionou altas risadas e uma aventura inesquecível com uma amiga super incrível. 


Chegada do autor John Green e autógrafos

Só queria deixar esse dia 1 de Julho registrado aqui para compartilhar com vocês e dizer para nunca desistirem dos seus sonhos. Se você quiser realiza-lo basta acordar e correr atrás dele. Nunca desista!



video

um beijo e até a próxima. ❤

© Nome do seu Blog - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo